Thursday, May 18, 2006

NADANDO NA FOSSA ENTUPIDA


Eu fui ao banheiro
Sentar na privada;
Caguei! E que cheiro!
Que bela cagada!

Foi quando eu puxei
Aquela descarga
Que então eu notei
A surpresa amarga.

A bosta tão grossa
À tampa subiu;
Gritei: “Minha nossa!
A fossa entupiu!”

Eu fui ao quintal
E a fossa eu abri.
Que coisa legal
Aquilo que eu vi.

Eu me pus a ver
A fossa entupida
Pulei com prazer
Na bosta fedida.

Mas, ah, quem não gosta
De um belo cagão?
No meio da bosta
Eu fiz natação.

É delicioso
Sentar e cagar;
Depois é gostoso
Na bosta nadar.

No comments: